Quem será que vence essa guerra?

Mesmo que você não seja um aficionado por tecnologia, certamente você já deve ter ouvido falar nos nomes de Steve Jobs e Bill Gates.

Jobs, infelizmente, já não está mais entre nós, mas foi o responsável por criar a Apple e produtos de sucesso como o iPhone e o iPad.

Já Bill Gates é um dos fundadores da Microsoft e hoje considerado como um dos homens mais ricos do mundo.

Quem viveu os anos 80 e 90 deve se lembrar um pouco do duelo travado entre Apple e Microsoft.

As empresas disputaram enquanto puderam palmo a palmo a preferência dos consumidores.

Hoje, mesmo após a morte de Steve Jobs e a aposentadoria de Bill Gates – ele se dedica apenas a causas filantrópicas -, Apple e Microsoft ainda duelam todos os dias no mundo da tecnologia.

Descubra quais foram os maiores fracassos da Apple. Nem só de glórias vive a empresa…

O início nos anos 70 com Steve Jobs e Bill Gates

O início nos anos 70

Bill Gates e Steve Jobs começaram as suas trajetórias profissionais mais ou menos na mesma época: a Microsoft foi fundada em 1975 enquanto a Apple iniciou as suas atividades em 1976.

Nessa época, ambos eram, de certa forma, parceiros.

A Apple trabalhava produzindo computadores para a IBM enquanto a Microsot desenvolvia o sistema operacional MS-DOS, também para as máquinas da IBM.

A relação se manteve amistosa até meados da década de 80, quando a Microsoft passou a vender sistemas para os computadores da Apple.

Para se ter uma ideia, nessa época metade da receita da empresa de Bill Gates vinha da venda de softwares para os computadores da Empresa da Maçã.

O Windows da discórdia

Apple e Microsoft começaram a entrar se colocar em campos opostos no final da década de 80, quando Bill Gates lançou a primeira versão do sistema operacional Windows.

A Apple não gostou nada da ideia, pois achou que um sistema desenvolvido de forma gráfica ao invés de textual, como era o MS-DOS, não passava de uma cópia do Macintosh.

A Apple entrou na justiça contra a Microsoft e o processo se arrastou por seis anos.

Ao final, a empresa de Steve Jobs saiu derrotada nos tribunais, mas já era tarde demais de qualquer forma: a Microsoft, com o sistema operacional Windows, havia dominado quase que completamente o mercado.

Vamos relembrar uma notícia do dia internacional da mulher? Pois não são apenas os homens que fazem história, confira 10 mulheres que revolucionaram a tecnologia!

Amigos, porém, rivais

As relações voltaram a se “acalmar” apenas na segunda metade da década de 90.

Naquele momento, a Microsoft era uma das maiores empresas do mundo e seus índices de crescimento não paravam de subir.

A Apple, por outro lado, enfrentava uma série de problemas e, com dificuldades financeiras, tinha o seu futuro ameaçado.

Depois de um tempo gastado, Steve Jobs reassumiu o comando da Apple e firmou uma parceria com a Microsoft – fato esse que foi muito contestado pelos fãs das duas marcas.

Com o novo acordo, a Microsoft investiu US$ 150 milhões em ações da Apple e levou um dos seus produtos mais rentáveis, o pacote de aplicativos Office, para os Macs.

Steve Jobs e Bill Gates amigos e rivais

A vingança da Apple: a era do iPhone

No início dos anos 2000, embora a Apple tenha conseguido melhorar a sua participação no mercado de computadores, a Microsoft reinava absoluta nesse segmento.

Steve Jobs, então, decidiu atacar em outro lado e lançou o iPod.

O dispositivo portátil rapidamente dominou o mercado de MP3 e foi o embrião para o futuro lançamento do iPhone, em 2007.

A Microsoft tentou correr atrás lançando o Zune, mas o produto fracassou.

Quando o iPhone foi apresentado, em 2007, não demorou muito até que ele se tornasse um tremendo sucesso no mercado internacional.

Aliás, ele não foi apenas um sucesso, mas representou também uma revolução para a indústria de celulares.

A Microsoft, mais uma vez, tentou responder à altura, mas foram precisos mais três anos até que o sistema operacional Windows Phone chegasse às mãos dos consumidores.

Nesse intervalo de tempo a Apple já havia dominado o mercado e a Microsoft penou para encontrar o seu espaço.

Durante toda a existência do Windows Phone, a Microsoft não conseguiu deter mais do que 5% do mercado de sistemas operacionais mobile.

Depois veio a Google com o Android e colocou a Microsoft em terceiro plano.

O golpe foi tão forte que em 2016 a Microsoft deixou de lançar celulares com Windows Phone ou Windows Mobile e hoje o sistema é considerado completamente ultrapassado.

A morte de Steve Jobs e a aposentadoria de Bill Gates

Steve Jobs faleceu em decorrência de um câncer em 2011, mas seu legado ainda dá frutos nos dias de hoje.

A Apple conseguiu manter o seu lugar no topo e hoje é considerada a empresa mais valiosa do mundo.

Já Bill Gates se manteve como presidente do conselho da Microsoft até 2014, quando se afastou definitivamente do dia a dia da empresa.

Hoje, além de ser considerado o homem mais rico do mundo, ele se dedica ainda à Fundação Bill e Melinda Gates.

Juntamente com a sua esposa, eles desenvolvem projetos sociais e atuam em causas humanitárias em todo o mundo, especialmente em países da África e da Ásia onde as condições de vida são mais extremas.

A briga entre dois dos maiores gênios da tecnologia ajudou a moldar o mundo como conhecemos hoje.

Os computadores que usamos, os celulares que temos no bolso e que nos são tão valiosos a ponto de fazermos um seguro para iphone, os tablets e a forma de comprar aplicativos, tudo isso se deve a essas duas mentes brilhantes.