Chegada do iOS 11 não tem sido muito benéfica para os atuais donos de um smartphone da Apple

O que era para ser uma boa notícia para todos os proprietários de iPhone, infelizmente, se tornou um sofrimento.

No último dia 19 de setembro, a Apple liberou a versão mais recente do iOS, o sistema operacional mobile que roda em dispositivos como o iPad e o iPhone.

A versão em questão é a 11, anunciada em um evento no dia 12 de setembro.

Porém, o que poucos esperavam era que a duração da bateria fosse ser reduzida drasticamente com a atualização.

O problema afeta especialmente os proprietários dos modelos de smartphone, mas também tem sido relatado por alguns donos de iPad. A duração da carga de bateria, em muitos casos, caiu pela metade com a atualização dos iOS.

Quais smartphones são compatíveis?

iphone 6s barato

Saiba quais os smartphones que são compatíveis com a nova atualização.

A atualização dos iOS 11 é compatível com os seguintes modelos de smartphone: iPhone SE, iPhone 6, iPhone 6S, iPhone 6S Plus, iPhone 7 e iPhone 7 Plus.

Além disso, ela também está disponível nos recém-lançados iPhone 8 e iPhone 8 Plus – modelos que já estão à venda nos Estados Unidos.

Entretanto, nos novos aparelhos nenhum problema foi percebido. Os relatos até agora apontam para quedas bruscas na duração de bateria, um problema, ao menos por enquanto, sem nenhuma solução oficial por parte da Apple.

A sugestão, em um primeiro momento, é de que os usuários que ainda não atualizaram o SO para a versão mais recente, que esperem mais um pouco até que uma nova correção seja disponibilizada.

A Apple tem um amplo histórico de problemas em suas atualizações de smartphone. Sempre que uma nova versão do iOS chega, os primeiros dias são repletos de comentários dos usuários apontando eventuais erros ou quedas de desempenho.

Dessa vez, infelizmente, não foi diferente – e ao que tudo indica o problema pode ter sido até mais grave.

O problema da atualização do iOS 11

atualização do IOS 11

Foto: Olhar Digital

A empresa de segurança Wandera realizou um estudo para identificar qual é a gravidade do problema.

Segundo a empresa, foram levados em consideração dados de aproximadamente 50 mil aparelhos, incluindo usuários que usam o celular de forma intensa e moderada. Os percentuais obtidos não foram nada animadores.

De acordo com a empresa, no iOS 10 levava em média 240 minutos (ou 4 horas) para que a carga do aparelho fosse de 100% a 0%. No iOS 11 essa média caiu para 96 minutos (ou 1 hora e 36 minutos).

Trata-se de um desempenho 60% inferior ao que os usuários tinham até então, o que torna praticamente inviável o uso do aparelho no dia a dia sem que você esteja próximo a uma tomada.

Atualização em níveis mais baixos

Cientes dos problemas, muitos usuários postergaram a atualização dos seus dispositivos. Ainda segundo dados da Wandera, apenas 4,3% dos usuários baixaram a atualização do iOS 11.

Esse número é mais baixo do que a média de atualizações anteriores liberadas pela Apple, o que indica que o problema mais grave serviu como um alerta para muitos.

Enquanto a Apple não se pronuncia oficialmente – ou não disponibiliza um pacote de correções que volte o consumo de bateria para níveis normais – a recomendação dos especialistas é que os usuários esperem um pouco mais para atualizar os seus aparelhos.

O problema foi percebido em menor escala nos iPads, mas a espera também se aplica para eles.

Algumas dicas para diminuir o consumo

atualização do IOS

Foto: Blog do iPhone

Se você está no grupo das pessoas que já fizeram a atualização do iOS 11 e está enfrentando problemas com a duração da bateria, infelizmente para resolver a situação só resta esperar por um pacote de correção da Apple.

Entretanto, existem algumas dicas que você pode seguir se quiser diminuir um pouco o consumo de bateria. Elas valem também para aqueles que não foram afetados pelo problema.

A primeira delas é diminuir o número de aplicativos capazes de receber atualização em segundo plano. Vá em “Ajustes”, “Geral” e selecione a opção “Atualização em segundo plano”.

Dentro desta guia você pode indicar quais apps estão aptos a receber notificações de push ao longo do dia.

Outra dica é desabilitar a localização para alguns serviços. Para isso, vá em “Ajustes”, “Privacidade” e depois em “Serviços locais”.

A lista inclui os aplicativos que estão aptos para identificar onde você está, uma informação que também é executada em segundo plano e custa alguns mAh da sua bateria todos os dias.

Por fim, tente outras táticas como reduzir o brilho de tela ou desativar o Bluetooth se não estiver em uso.

O tempo de tela é sempre um dos itens que mais drenam a capacidade de bateria de qualquer aparelho, portanto um uso moderado pode fazer com que a carga dure um pouco mais.

Não é o ideal, mas pode ajudar bastante em uma situação mais emergencial.

Quanto tempo o problema vai durar?

Ainda não se sabe ao certo quanto tempo vai demorar até que a Apple libere uma nova atualização do iOS para corrigir esse problema.

Levando-se em consideração casos anteriores, nunca foi preciso esperar mais do que 30 dias até que um pacote de correção fosse lançado em casos mais extremos.

Portanto, é de se esperar que em menos de 30 dias o problema seja resolvido.

Até lá, siga as dicas acima e ande sempre com o USB por perto. Um carregador portátil também será de grande ajuda nessas horas.