Funções que deixam as mãos livres e os olhos atentos ao trajeto já são realidade para os motoristas. Conheça o que já está disponível no mercado quando o assunto é comando de voz ao volante

Você ama seu smartphone e não consegue desgrudar dele? Ou o trabalho acorrenta vocês dois 24h por dia? Não importa a razão, o fato é que todo mundo quer ficar conectado ao smartphone e, em alguns casos, colocam a vida em risco para isso. Ao dirigir, é muito comum ver pessoas falando no celular enquanto estão no trânsito, mas, os perigos do smartphone ao volante podem ser evitados com uma ferramenta mágica: o comando de voz. De simples chamadas telefônicas via Bluetooth à verdadeiras centrais multimídias, a tecnologia agora acompanha os motoristas nas jornadas diárias e não está mais disponível apenas nos carros de luxo ou importados. Descubra a seguir o que a indústria automobilística nacional já está implementando no Brasil: usando o celular ao volante colocando a vida em risco

Marcas e suas novidades

Chevrolet

Ao parear a central multimídia com o Bluetooth do smartphone, até mesmo os modelos compactos da marca podem ser considerados conectados com o MyLink. Entre as facilidades oferecidas na nova geração do serviço, o CarPlay e o Android Auto, sistemas operacionais desenvolvidos para o uso no trânsito, que permitem adicionar aplicativos de música ou de navegação, exibidos em tela grande. No entanto, até o momento, os recursos ainda estão limitados à disponibilidade via Bluetooth.

mylink da chevrolet

CarPlay ou Android Auto. Não importa qual seja o seu sistema operacional, o MyLink estará disponível para você.

Fiat

Com dois sistemas para integrar os motoristas ao veículo, a fabricante está evoluindo cada vez mais nessa missão. O primeiro deles, chamado Blue&Me, tem comando de voz e botões ao volante, e o motorista consegue escolher a música no rádio e realizar ligações com o celular conectado via Bluetooth. A central também é capaz de analisar os trajetos, o desempenho, o consumo de combustível e, ainda, a taxa de emissão de poluentes. O segundo sistema foi batizado de UConnect, e integra, além dos possibilidades do Blue&Me, câmera de ré e reprodução de DVDs enquanto mantém o motorista atento à condução do veículo.

blue and me comando de voz fiat

Microsoft e Fiat se uniram para construir um dispositivo que realiza ações por comandos de voz.

Ford

A fabricante aposta na solução Sync para a maioria dos modelos conectados. Realizar ligações, ouvir mensagens de texto, procurar as músicas preferidas, resfriar ou aquecer o ambiente e utilizar o GPS são apenas algumas das funções deste serviço. Na versão mais completa, disponível nos carros top de linha da marca, o sistema é chamado de My Ford, e possui recursos extras, como tela sensível ao toque e conexão com a Internet.

sync da ford com diversas funções

Dividido em 4 categorias, o SYNC é a tecnologia que facilita a vida dos que tem um carro Ford.

Hyundai

Com dois sistemas, um deles é chamado de BlueMediaTV, e permite o acesso à TV digital mas não ao GPS, enquanto o outro, o BlueNav, possui os mesmos recursos, mas, dessa vez, com o navegador completo, que indica até mesmo o posicionamento de radares. No entanto, como a utilização de equipamentos de imagens não são permitidos na região frontal do veículo, o televisor só funciona com o carro parado. blue-media-tv-hiunday

Vantagens e desvantagens do comando de voz

Prestar atenção

Com um sistema integrado capaz de responder a comandos de voz, as mãos, e principalmente a visão da pessoa que está dirigindo o automóvel, ficam totalmente focados no tráfego, enquanto que tarefas como fazer ligações via celular ou buscar por endereços no navegador são executadas facilmente graças à tecnologia que auxilia a manter a segurança.

Custo X Benefício

As versões mais econômicas do comando de voz, em carros populares, estão começando a chegar ao mercado, o que faz com que o valor fique perto de um modelo intermediário com menos recursos. Para quem não está acostumado com os benefícios da integração, as oportunidades de sair da concessionária todo equipado são menores.

Possibilidade de desvalorização

Os sistemas, embora eficientes, estão sujeitos à desvalorização e ao esquecimento por parte das montadoras com o passar dos anos. Por necessitarem de atualizações frequentes para continuarem funcionando com máxima qualidade, as empresas devem investir nas renovações, o que nem sempre acontece, já que o aperfeiçoamento de uma nova solução pode esbarrar nas limitações da anterior.

 

A sua atenção nas pistas estará segura com o comando de voz. Mas isso não é suficiente, afinal, outros motoristas podem estar usando o celular enquanto dirigem.