O seguro para smartphone é uma alternativa viável para proteger seu aparelho. Conheça as vantagens.

Seguro para Smartphone

De acordo com a Polícia Militar de São Paulo, os roubos de celulares e smartphones atraem cada vez mais os bandidos, primeiro por causa do preço, já que alguns modelos chegam a custar quase R$ 3 mil. Segundo, porque são produtos facilmente vendidos no mercado ilegal. Diante deste cenário, contratar um seguro para smartphone pode ser bastante vantajoso, além de evitar dores de cabeça.

No entanto, muitas pessoas ainda se sentem inseguras pelo fato de não entenderem como funciona e que tipos de coberturas são oferecidos. Um levantamento feito pela corretora BemMaisSeguro.com aponta que para a maior parte dos entrevistados (27,1%), o mais importante é entender todos os detalhes sobre a cobertura do seguro antes de contratar o serviço.

Para desmistificar o assunto, a empresa criou esse guia com os principais pontos que precisam ser esclarecidos antes da contratação do seguro.

Como Funciona os Seguro Para Smartphone:

Os planos variam de acordo com o valor e modelo de cada aparelho, com a vigência do seguro e com a cobertura do plano. Hoje diversas empresas oferecem a facilidade de contratação pela internet, dando ao cliente a oportunidade de pesquisas de preço, coisa que não acontece com a contratação direta pela operadora.  Para fazer o seguro do seu aparelho é preciso que o celular tenha até 12 meses de uso e que tenha nota fiscal ou recibo de compra no exterior.

Em casos de roubo ou furto qualificado é solicitado o boletim de ocorrência, só assim é possível abrir uma apuração do caso. Em caso de quebra do smartphone, que impossibilite o uso, o segurado deve enviar o aparelho para a seguradora e, então, ele será levado para análise na assistência técnica. O custo de envio do aparelho é de responsabilidade da seguradora. Caso não seja possível o conserto o cliente receberá um aparelho do mesmo modelo ou similar, estando limitado ao valor da indenização (valor de mercado avaliado no momento da contratação).

Entenda a Cobertura do Seguro Para Smartphone:

A cobertura do plano é tudo aquilo de que seu celular estará protegido.

É preciso entender quais serão todas coberturas que o seguro pode te oferecer e como cada uma funciona. Confira quais são as principais coberturas oferecidas pelos seguros:

1-) Furto Qualificado

É classificado como furto qualificado aquele em que a vítima não percebe que o aparelho foi furtado, mas em que existe algum indício claro da ação do bandido. Exemplo, uma bolsa com o zíper estourado ou um carro com sinais de arrombamento. Essa cobertura garante a reposição do aparelho.

2-) Roubo

Quando houver ameaça ou o bandido puder ser identificado os bens serão classificados como roubados. A cobertura contra roubo garante a reposição do aparelho.

3-) Quebra Acidental

A cobertura contra quebra acidental garante o  do aparelho ou troca do mesmo, apenas se a quebra impedir o funcionamento do aparelho. A troca só acontece caso o conserto não seja uma opção. O aparelho poderá ser concertado mais de uma vez, dentro do período vigente, estando limitado ao valor dos consertos, que não poderá extrapolar o valor da indenização total.

4-) Queda de Líquido

Aparelhos que caem na água raramente voltam a funcionar. Pensando nisso algumas seguradoras garantem a reposição do aparelho. Além da queda acidental de líquido, essa cobertura cobre oxidação por maresia, umidade, entre outros.

Entenda os Termos Técnicos

1-) Sinistro

Esse é termo é usado pelo mercado para indicar que o cliente acionou o seguro. Exemplo, se seu celular tiver sido roubado, você deve entrar em contato com a sua seguradora e pedir a “Abertura de Sinistro”. Nesses casos é importante sempre ter em mãos o número de IMEI do seu aparelho, a nota fiscal ou o comprovante de compra no exterior. Não sabe como achar o seu número? Confira no nosso post de como bloquear um celular roubado.

2-) Franquia

Em todos os casos em que o cliente decida acionar o seguro – abrir o sinistro – será preciso pagar um taxa, chamada de franquia. Essa taxa varia de acordo com o valor do aparelho, sendo de 15% a 25% do valor de mercado do celular, esse valor é avaliado na hora da contratação e pode também ser chamado de Importância Segurada ou Indenização. Vale lembrar que o pagamento da franquia geralmente é feito na hora da indenização (exemplo: quando você receber seu aparelho novo).

3-) Carência

Essa foi a forma encontrada pelas seguradoras para tentar evitar fraudes – ou seja, clientes com más intenções. Nesse “Período de Carência” a seguradora não se responsabiliza pelos danos que possam acontecer com o seu celular. O período de carência para grande parte das seguradoras é de 30 dias.

4-) Entenda a Vigência

A vigência do seguro é o período pela qual ele é válido. Grande parte das seguradoras trabalha com vigências de um a dois anos.