4020-1771

(capitais e regiões metropolitanas*) Ligue e contrate seu seguro

Smartphones

Custo-benefício: Conheça o Novo Smartphone Quantum MUV Up

Confira os detalhes do mais novo modelo da empresa brasileira que chega para competir no segmento de intermediários

A marca brasileira Quantum conseguiu se firmar no mercado com os seus lançamentos de 2016.

Os modelos Quantum MUV e Quantum Go chegaram às lojas com boas configurações e preços interessantes, de forma que o público passou a considerar mais essa alternativa entre as muitas disponíveis por aí.

O primeiro lançamento da empresa para 2017 é o Quantum MUV Up, uma versão melhorada com Quantum Muv.

Um dos destaques do novo modelo é a inclusão de um sensor de biometria, o famoso leitor de impressões digitais.

Suas configurações o colocam na categoria de smartphones intermediários e o preço sugerido dele é de R$ 999.

Será que vale a pena investir o seu dinheiro nele? Isso é o que nós vamos descobrir agora nesta análise.

Acabamento de boa qualidade

Acabamento Quantum MUV Up

Foto: Quantum

É nítida a evolução de design a cada modelo lançado pela Quantum. Com o Muv Up, a empresa brasileira acerta mais uma vez, revelando um produto muito bonito.

A chamada proteção de vidro 2,5D, que permite que os cantos da tela sejam arredondados para as laterais segue as principais linhas de design da atualidade.

A tampa traseira do produto, na cor preta, tem uma textura que imita a de uma lixa, tornando-a sua pegada bastante aderente.

Entretanto, a questão do conforto ficará a seu critério, uma vez que há usuários que preferem superfícies mais lisas.

O sensor de impressões digitais, na parte traseira, é o principal destaque em termos de design nessa nova geração. As laterais de metal completam o acabamento do produto.

Tela: apenas o básico

Quantum MUV Up

Foto: Quantum

Em termos de tela, não temos mudanças tão significativas em relação ao Quantum MUV Pro.

O display LCD de 5,5 polegadas se utiliza bem da parte frontal do produto, revelando um bom aproveitamento.

O display é confortável, mas aqueles mais perfeccionistas podem se incomodar com o fato de a tela ser apenas HD.

Aqui, é nítido o interesse da empresa em economizar nesse item para entregar um produto com valor mais satisfatório no mercado. Pelas configurações do celular, caberia muito bem uma tela Full HD.

Para compensar essa resolução um pouco mais baixa, mas que não chega a incomodar, o aparelho traz a tecnologia TruView II, que exibe cores mais vivas e com maior contraste.

Desempenho: 1 GB a mais de folga

Em termos de hardware, também não há tantas mudanças assim em relação ao modelo da geração anterior.

A grande novidade é o fato de que agora o aparelho conta com 3 GB de RAM, em comparação com os 2 GB do aparelho lançado em 2016.

Isso dá uma folga maior para o processador octa-core da MediaTek desempenhar bem as suas funções.

A capacidade de armazenamento também passou de 16 Gb para 32 GB, uma decisão muito bem-vinda.

Os 16 GB hoje ficam reservados apenas aos modelos mais básicos, de forma que se alguém quer brigar pelo mercado de intermediários, 32 GB é o mínimo que se espera.

Em resumo: muito mais pontos positivos que negativos e garantia de que o desempenho não será comprometido.

Interface pura

Mais uma vez a Quantum opta por manter uma interface muito próximo do Android puro, uma vez que praticamente não há nenhuma customização por parte da empresa. Isso permite, por exemplo.

Todas as novidades do Android 7.0 estão presentes, de forma que o usuário que adquirir um deles vai ter acesso à versão mais recente do sistema operacional.

A escolha da empresa de não incluir aplicativos de terceiros é outro ponto acertado, uma vez que isso faz com que sobre mais espaço para o consumidor instalar aquilo que realmente deseja.

No caso dos apps da empresa, eles são poucos e leves, o que de forma alguma compromete o pacote entregue pelo MUV Up.

Bateria: dentro da média

Bateria Quantum MUV Up

Foto: Quantum

Com 3.000 mAh de capacidade, a bateria do Quantum MUV Up não se coloca entre as melhores de sua categoria, mas também não faz feio.

Em uso moderado – que corresponde à maioria dos usuários – é possível sobreviver tranquilamente com ele durante um dia sem a necessidade de recarga.

Já em uso mais intenso, com vídeos sendo executados constantemente, cerca de 5 a 6 horas de uso são suficientes para esgotar por completo a carga do aparelho.

Por fim, vale lembrar que o aparelho não conta com suporte a tecnologias de carregamento rápido.

Dessa forma, você vai precisar esperar cerca de 2 a 2 horas e meia para ter o aparelho recarregado por completo.

Câmera: melhorias não tão significativas

Se olharmos apenas pelas especificações, as câmeras frontal e traseira, agora com 13 megapixels de resolução cada, tiveram uma boa melhoria e estão até mesmo acima dos parâmetros que se espera da categoria.

Entretanto, na prática, os resultados não são tão impressionantes assim, especialmente por causa do software.

A interface do aplicativo é um pouco confuso, mas em algumas horas é possível pegar o jeito explorando bem as possibilidades que ele oferece.

Na maioria dos casos, em condições de boa luminosidade, as fotos capturadas são aceitáveis e de boa qualidade. Já nas fotos noturnas os resultados não são muito bons.

O tempo de gravação da imagem, após o toque no disparador, também poderia ser melhorado.

Vale a pena?

Celular Quantum MUV Up

Será que vale a pena comprar o Quantum MUV Up?

O Quantum MUV Up marca, sem dúvida, uma evolução da empresa na sua linha de intermediários.

Há melhorias em termos de design e desempenho, uma vez que ele ganhou mais memória RAM e mais capacidade de armazenamento.

As câmeras tiveram melhorias técnicas, mas ainda há falhas no software que tornam o manuseio um pouco inconveniente, em especial pela demora de gravação das imagens.

A interface pura do Android também é um ponto positivo e faz com que o sistema rode de forma fluida, sem travamentos ou engasgos nas transições de tela.

Em linhas gerais, o Quantum MUV Up traz muito mais pontos positivos do que negativos, de forma que podemos afirmar que ele é, sim, uma das boas alternativas entre os modelos intermediários do mercado.

Custando R$ 999, o aparelho chega para competir diretamente com modelos como ASUS Zenfone 3 Max, Motorola Moto G G5, LG K10 Novo e Samsung Galaxy J5.

Entre todos eles, o modelo da Quantum pode não ser o melhor, mas é uma alternativa competente e de boa qualidade, que merece o seu olhar mais atento na hora de pesquisar.

Smartphone Quantum MUV Up: ficha técnica

  • Sistema operacional: Android 7.0
  • Tela: LCD de 5,5 polegadas
  • Resolução de tela: 1280×720 pixels (HD)
  • Chipset: MediaTek MT6753
  • Processador: octa-core de 1,3 GHz
  • GPU: Mali-T720MP3
  • RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32 GB (expansível)
  • Câmera traseira: 13 megapixels com abertura f/2.0
  • Câmera frontal: 13 megapixels com abertura f/2.0
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Peso: 149 gramas
  • Preço: R$ 999

Garanta a proteção do seu smartphone

Não é porque estamos falando de um modelo intermediário que não se deve considerar fazer um seguro para smartphone.

Garantir a proteção do seu aparelho, em caso de roubo, furto ou algum tipo de avaria, é uma das melhores formas de evitar dores de cabeça caso um incidente ocorra.

Em relação ao preço do produto, os valores de mensalidade são bastante acessíveis, de forma que você já deve considerar essa opção na hora da compra do celular.

1 Comentário

  1. Silmara Denise Pereira Pinto

    Me dá um de presente.

comentários

A Assurant Direta Corretora de Seguros Ltda., BemMaisSeguro.com, inscrita no CNPJ/MF sob o Nº 04.613.348/0001-05 é uma empresa especializada na venda de seguros pela internet. A BemMaisSeguro.com atua em estrita observância à legislação securitária estando registrada como corretora de seguros na Superintendência de Seguros Privados - SUSEP nº 10.2018459.0, e cadastrada nas principais seguradoras do país. Em nosso site, você encontrará um ambiente seguro, fácil e intuitivo para comprar o seguro mais adequado e os meios para esclarecer as suas dúvidas.