Anúncio foi feito em um evento para a imprensa em Cupertino, nos Estados Unidos; aparelho chega às lojas em novembro

Em um grande evento realizado na tarde desta terça-feira (12) na cidade de Cupertino, nos Estados Unidos, a Apple revelou ao mundo a sua mais nova geração de smartphones.

Desta vez a empresa vai apostar em três modelos: os novos iPhone 8 e iPhone 8 Plus – evoluções diretas do iPhone 7 e do iPhone 7 Plus – e a grande novidade do dia, o iPhone X.

O iPhone X (lê-se “ten”, que significa “dez”, portanto pode chamar de iPhone 10) reúne o que há de mais moderno até hoje já visto em um smartphone lançado pela empresa.

O nome foi escolhido para marcar os 10 anos do lançamento do primeiro iPhone e aparelho promete ser o novo sonho de consumo daqueles que pretendem ter um novo celular top de linha. Vamos conhecer todos os detalhes dessa grande novidade.

Adeus botão Home

iphone x

Foto: Apple

O primeiro aspecto que chama a atenção no design do produto é que, pela primeira vez, um smartphone da Apple não conta com o botão Home na parte frontal.

Ele foi deixado de lado para que o iPhone X pudesse ocupar toda a parte frontal do aparelho apenas com a tela.

Seguindo a tendência de outras fabricantes, como LG e Samsung, o iPhone X usa o chamado “display infinito”, que praticamente elimina as bordas.

No lugar do leitor de digitais a Apple aposta agora em uma tecnologia chamada Face ID. Um sensor colocado na parte frontal do aparelho funciona como ferramenta de desbloqueio do celular.

Basta olhar para o aparelho – mesmo no escuro – para que ele reconheça a imagem cadastrada e habilite o uso do smartphone.

Ainda inédito no Brasil, o sistema de pagamento Apple Pay também poderá se beneficiar dessa forma de autenticação para autorizar pagamentos.

Cabe agora aos desenvolvedores habilitarem esse recurso em seus aplicativos para que ele esteja disponível quando o celular chegar às lojas.

Câmeras melhores e realidade aumentada

iphone x camera

Foto: TheINQUIRER

Dois itens se destacaram na apresentação do iPhone X: a qualidade das câmeras traseiras – e seus novos recursos – e as melhorias de software com relação às aplicações de realidade aumentada.

No primeiro caso, as duas câmeras traseiras, ambas com estabilização óptica, permitem que o usuário lance mão de diversos efeitos de iluminação nas imagens.

Você pode agora aplicar os efeitos em tempo real, antes mesmo de tirar a foto – e por conta disso o novo processador A11 Bionic conta com um coprocessador auxiliar, o M11, para facilitar a execução de itens como esse. Sabe aquelas imagens com cara de book profissional?

Será possível agora escurecer completamente o fundo das fotos, deixando apenas o seu rosto em destaque.

Já com relação a realidade aumentada, a Apple dá agora os seus primeiros passos em um mercado em que Samsung já tem pleno domínio desde 2015.

Somente agora a empresa disponibilizou um ARKit, um kit de desenvolvimento para que os programadores possam criar apps que utilizam esses recursos de forma inteligente.

Carregamento (quase) sem fio

Outra novidade que vinha sendo pedida há muito tempo pelos usuários da Apple é a possibilidade de recarregar o aparelho sem fio.

Ou seja, ao invés de conectar o cabo no produto, tudo o que você precisa fazer é deixá-lo sobre um dock especial. Pode ser o fim dos cabos que quebram bem na ponta, um problema crônico para os usuários de iPhone.

Para tornar a recarga wireless possível, a Apple apostou ainda na volta do vidro como material de construção da parte traseira do aparelho.

Assim, tanto nos modelos mais simples quanto no iPhone X, sai de cena o metal para que a tampa traseira (não removível) ganhe novamente o acabamento em vidro resistente.

O iPhone mais caro que você já viu

O novo iPhone X estará disponível nas lojas dos Estados Unidos a partir do dia 3 de novembro.

No Brasil, ao menos por enquanto, ainda não há uma data confirmada para o lançamento, mas a Apple Brasil garantiu que os modelos anunciados chegam por aqui antes do final do ano.

O que chamou a atenção dos consumidores, entretanto, foi o alto preço dos produtos: o modelo com 64 GB de espaço de armazenamento custará US$ 999 (o equivalente a R$ 3.122, sem impostos) enquanto a versão com 256 GB de espaço custará US$ 1.149 (o equivalente a R$ 3.590, sem impostos).

Vale lembrar que quando há conversão dos valores para lançamento no Brasil, a Apple costuma colocar uma boa margem em cima disso. Portanto, não será surpresa alguma se os novos modelos custam por aqui algo em torno de R$ 5 mil a R$ 6 mil.

Ou seja: nada de tirar ele da loja sem antes contratar um bom seguro para iPhone.

Smartphone Apple iPhone X: ficha técnica

  • Sistema operacional: iOS 11
  • Tela: OLED de 5,8 polegadas com Super Retina Display
  • Resolução de tela: 2436 x 1125 pixels
  • Densidade de pixels: 458 ppi
  • Processador: A11 Bionic com coprocessador M11
  • Armazenamento: opções com 64 GB e 256 GB
  • Câmera traseira: 2, ambas com 12 megapixels de resolução e estabilização óptica; aberturas de f/1.8 (wide angle) e f/2.4 (telefoto)
  • Câmera frontal: 7 megapixels com abertura f/2.2
  • Proteção: IP67 (resistente à água e poeira)
  • Dimensões: 14,36 cm (altura) x 7,09 cm (largura)
  • Espessura: 0,77 cm
  • Peso: 174 gramas
  • Preço sugerido: a partir de US$ 999