Saiba como acontece os sequestros de informações e descubra como evitá-los

ransomware-virus-de-celular

O perigoso Ransomware é relativamente desconhecido entre a maioria de usuários de smartphones. Traduzido para o português significa “vírus de resgate”. Esse poderoso malware bloqueia todos os arquivos, senhas, fotos e aplicativos do aparelho móvel, e só é destravado em uma negociação com o hacker sequestrador.

Ransomware – controle total

Ele se apodera de todos os dados, inclusive, do controle da câmera, das redes sociais e das senhas bancárias, se tornando o administrador do smartphone. Contudo, o criminoso não negocia com dinheiro real, pois o mesmo é fácil de ser rastreado. A moeda de troca são as famosas “bit coins” que, diferentemente do cartão de crédito, não podem ser monitoradas por agentes da polícia.

ransonware

Segundo o FBI (Federal Bureau of Investigation), esta prática de crime virtual teve um aumento de 65% em 2015, em relação ao ano passado, e movimentou mais de R$70 milhões em dinheiro de resgate, seja em aparelhos móveis ou computadores. Geralmente o usuário pouco precavido cai na bobagem de clicar em algum link duvidoso enviado por e-mail, ou baixa arquivos de lugares pouco confiáveis.

Ransomware – Como se prevenir

Para não cair na armação promovida pelos hackers, evite baixar programas em locais que não sejam o Google Play ou a App Store. E, mesmo assim, atualize o antivírus do celular para se proteger desse e de outros perigosos malwares que podem roubar valiosas informações. Atualmente os dispositivos de segurança para celulares estão cada vez mais poderosos e, em sua maioria, são gratuitos e bem fáceis de usar.

Uma outra dica fundamental é fazer o constante backup do aparelho, para evitar que todos arquivos do dispositivo sejam perdidos em uma eventual invasão criminosa.

Caso o Ransomware tenha se instalado no smartphone, especialistas em segurança da informação recomendam que não haja diálogo entre a vítima e o hacker. O aparelho deve ser desligado e especialistas devem ser procurados. Por isso, o constante backup dos arquivos é recomendado para os usuários de celulares, já que é quase impossível conseguir os dados de volta sem ter que gastar dinheiro com o resgate das informações.

vírus de smartphones

Mas antes de qualquer medida preventiva contra os criminosos virtuais, recomenda-se que o usuário faça um seguro do seu celular. Além de ser barato, o serviço protege o segurado de eventuais contratempos e invasões que possam comprometer o funcionamento no aparelho móvel. Além é claro de assegurar proteção contra outros tipos de danos como quebra acidental, queda na água, furto e chamadas não autorizadas após roubo.

Tomando essas precauções, não é mais necessário se preocupar com pagamento e resgate de informações.

Veja também como utilizar o IMEI para bloquear o seu smartphone